Barradão, Do Lixo Ao Santuário

Junior Barreto 24 de Maio de 2016 3

Neto

O programa era os Donos da Bola, rede Bandeirantes, o apresentador da atração era Neto, ex-jogador do Corinthians e declarado torcedor do clube paulista. O jogo a ser comentado pelos convidados era Vitória x Corinthians, momento no qual surgiram comentários não sobre a partida, mas sobre o estádio Manoel Barradas (Barradão):

– Tinha um lixão lá! (convidado do programa).

-Não é só em relação ao lixão, nós tinha (sic) que passar onde o urubu passava (Neto comenta, segurando a camisa do Vitória).

– Eu fui lá em uma semifinal de brasileiro, difícil chegar ali (Veloso, ex-goleiro).

– Vários urubus voando mesmo! (Convidado do programa).

O diálogo foi exatamente esse. Há quem diga que Neto procurou menosprezar o Vitória, segundo nota do clube, o apresentador tratou o clube de forma ofensiva e desrespeitosa. Mas vale voltar no tempo, sem paixão de torcedor ou lembrando para aqueles que não conviveram com o início do Barradão.

O terreno do Vitória foi doado pela prefeitura de Salvador, na década de 70,  ao Leão. Assim como na Fonte Nova,  aos arredores do terreno encontrava-se um depósito de lixo. Somente em 1985 o espaço recebeu terraplanagem, quando o Governador João Durval viabilizou verbas para a construção do estádio, daí a origem do nome do estádio, afinal Manoel Barradas era sogro do então Governador.

O primeiro jogo do Barradão foi 1986, Vitória 1 x 1 Santos, somente em 1991 o Vitória assumiu o Barradão como casa e tentou mandar todos os jogos no estádio, mas alegando falta de iluminação a Federação retirou o mando de campo do Vitória. Os anos de 1993 e 1994 foram de consolidação, o Barradão recebeu iluminação e passou de vez a ser a casa do Vitória.

EPSON scanner image

EPSON scanner image

A  história do Barradão está ligada a evolução de Canabrava, o lixão permaneceu em Canabrava de 1974-1997. Neto não sabe, mas hoje aquele espaço é ocupado por um moderno espaço socioambiental, capaz de produzir energia elétrica a partir do biogás, além de ter uma usina de triagem de detritos.

Neto não deve saber, mas hoje o Barradão não é só um estádio, longe de ser uma Arena, a Toca do Leão tem espaço para concentração de jogadores, três campos oficiais para treinamento, prédio administrativo do futebol profissional, departamento médico e sala de musculação, espaço para treinamento do esporte olímpico como futevôlei e outras modalidades como Futebol Americano.

Junto com o Barradão, a comunidade de Canabrava ganhou modernização. Conjuntos populares fazem parte da imagem do bairro, assim como, escolas, faculdades, centros comerciais hoje estão na região. Mais modernização vem ai, motivada pela evolução do Vitória, as obras da Via Expressa Barradão foram iniciadas, trazendo mais comodidade e conforto para torcida e moradores de Canabrava.

O Vitória promete processar o apresentador Neto, por enxergar que o mesmo foi desrespeitador e ofensivo com o clube. Muito mais vantajoso seria um direito de resposta, no horário do programa, com uma boa matéria mostrando o que se tornou a Toca do Leão e a região de Canabrava.