#ForçaChape: O dia mais triste do Futebol Brasileiro

Carlos Lima 29 de novembro de 2016 3

Que amanhecer triste! O choque da notícia com uma das maiores tragédias envolvendo brasileiros nos últimos tempos pegou todo mundo de surpresa.

Acordar e entender a magnitude do acontecimento não foi fácil. É inacreditável pensar que dias atrás, eu via que alguns dos atletas da Chapecoense aos quais sigo em uma rede social, já estavam na expectativa de um dos principais momentos de suas carreiras – a decisão de uma competição internacional, representando não só seus torcedores, mas todo um país, que aprendeu a admirar as apresentações desta equipe no auge de sua ascensão, se impondo como uma das melhores revelações do nosso Futebol.

A equipe da Chape soube ser protagonista em diversos momentos, uma concorrente que veio para marcar época, assim como as cinco conquistas da Seleção Brasileira nas Copas do Mundo.

É um dia muito triste para o esporte mundial, principalmente para os aficionados pelo Futebol. Pode ser indiferente para muita gente, mas o sentimento não apenas pelo jogo que estava por vir. Hoje não existem adversários, tampouco distinção entre vermelho e preto do verde e branco. Todos somos irmãos aos olhos de Deus, e por sermos tão próximos uns dos outros,  é impossível não sentir um pouco da dor que os familiares estão sentindo.

(Imagem: Chape Facebook)

(Imagem: Chape Facebook)

Não é dia de comemorar mais um triunfo do Vitória, mas de se solidarizar com todos aqueles que agora lamentam a perda de seus entes queridos.

As nossas sinceras condolências se estendem a todos os passageiros, principalmente aos familiares de: Arthur Maia (jogador), Cléber Santana (jogador), Caio Júnior (técnico), Dener (jogador), Duca (auxiliar), Gil (jogador), Mário Sérgio (ex-jogador, ex-técnico e atual comentarista na TV fechada) e Pipe Grohs (analista de desempenho) – todos deram sua contribuição ao Leão da Barra. Leão que hoje não rugirá, mas também chora e se junta às orações de milhares de pessoas ao redor do mundo. #ForçaChape