Mais um jogo, uma expectativa e uma nova tensão

Redação 17 de Abril de 2013 1

Por Artur Vieira

Expectativa de uma vitória fácil, de dois jogos que bateram na trave e não fomos competentes.
Torcida insegura, de uma zaga realmente muito frágil e que deixa a desejar ao longo dos jogos.
É só ver pela atual campanha, em todos os jogos tomamos gol. De quem será a culpa? Do goleiro ou a zaga é realmente fragilizada?

É só ver os jogos, para notarmos que ainda temos como sempre a mesma deficiência. O nosso presidente já percebeu que precisamos com urgência de mais um zagueiro, mas… será que é somente mais um zagueiro? E o lateral-esquerdo? Ontem, surpreendentemente Mansur não deixou a desejar, mas ele sozinho não faz milagres.

(Imagem: Eduardo Martins / Agência A Tarde)

(Imagem: Eduardo Martins / Agência A Tarde)

O jogo começou muito tenso, um pouco lento pra falar a verdade. O Mixto indo pra cima, querendo dar uma boa impressão, mas aqui no Barradão ainda mantemos uma boa sequência nos jogos, apesar do inesquecível 4×1 sofrido pelo Ceará (ainda continua engasgada aquela derrota).
Graças a uma noite inspirada e numa vontade absurda de jogar bola, Marquinhos fez acontecer nesse jogo. Ficou muito claro para a torcida que esse jogador, quando quer, faz o jogo ser fluido, limpo e plástico, apesar que pecamos muito nas finalizações. Tomamos dois sustos, que se o Mixto fosse mais competente, já estaríamos perdendo por 2×0… Graças a Deus, tudo favoreceu também a nosso favor,… porque aguentar Gabriel nos nervosismos da insegurança dele, a torcida com certeza seria uma grande candidata a uma grave cardiopatia!!

O mais importante também é o torcedor perceber que Caio Júnior fez mudanças que realmente eram muito importantes, mas deixou de última hora a mudança de Dinei. Deixa eu explicar: O Maxi como sempre fez uma excelente partida, ágil, rápido, arisco no jargão de um bom baiano, mas estamos numa sequência de jogos muito próximas da outra, não podemos comprometer o atleta, senão perdemos um jogador no momento mais importante. Acredito que por muito pouco, o Caio não queimou o Lúcio Maranhão, mas por quê?!?! Era necessário colocar o jogador não faltando 10 minutos para acabar? Temos de lembrar que ele não é um Mário Gomes, que ontem fez 3 gols em 10 minutos, e fora que o próprio não vem jogando. Como mostrar uma boa partida então???? Vander entrou em uma excelente hora e mostrou o bom futebol, e enfim conseguimos um placar elástico, mas não jogando brilhantemente. Lembrem do jogo contra o Feirense (um jogo muito chato por sinal, sem emoção nenhuma); no jogo contra o rival, o Vitória realmente foi superior, mostrou o que queremos sempre ver: EFICIÊNCIA, e contra o Mixto agora tivemos erros que poderiam culminar numa derrota.

Lembremos que as duas derrotas sofridas foram decorrentes a uma situação eira e viseira do Leão da Barra – mania de já ganhou, que deprime qualquer torcedor!

Vamos com tudo, mas vamos ser sábios para entender que o nosso time ainda está muito longe de ser aquilo que sempre sonhamos!

Domingo tem um outro jogo, com dois desfalques. Que os jogadores que entrem, cumpram as suas funções com vontade. E O MAIS IMPORTANTE, TORCIDA FIEL… LUGAR DE TORCEDOR É NO BARRADÃO!!!!

Saudações Rubro-Negras!

 

O “Fala Geral” foi criado com o intuito de aproximar e dar chance para muitos torcedores do Esporte Clube Vitória serem blogueiros por um dia. Se você quiser participar da próxima edição, contando alguma situação bem interessante que tenha passado graças ao Leão, deixar sua reclamação para o clube, ou ainda, compartilhar conosco algum comentário que precise de um maior destaque, basta enviar um email para falageral@vitorianaveia.com. Participem!