Mudar para continuar o mesmo

Redação 28 de agosto de 2013 0

Quer saber? Tô torcendo que CJ caia logo. Mais hora menos hora ele será demitido mesmo, pelo menos a gente adianta logo este capítulo do nosso enredo eternamente cíclico.

É bom porque aparece logo um novo treinador, a maioria vai reclamar do nome, outros vão gostar. Pode ser que o time se empolgue por umas rodadas, ganhe um novo fôlego e vença algumas partidas. Daí alguns vão dizer: “tá vendo, fulaninho de tal deu padrão de jogo, tem comando, o time com ele tem garra. Tem que renovar logo com ele pra montar o time desde o começo ano que vem. Se não tivesse demorado tanto pra contratar fulaninho de tal, estaríamos brigando pela Libertadores, blablablablabla”.

(Imagem: Site Oficial do Vitória)

(Imagem: Site Oficial do Vitória)

Como se padrão de jogo fosse um dom que o treinador tem e concede ao seu time. Como se padrão de jogo não dependesse do momento emocional do time, das suas perspectivas, de ter ou não em campo suas melhores peças, das peças de reposição, do adversário contra o qual se joga. De repente, veio esse novo gênio do futebol, fulaninho de tal, e resolve em poucas rodadas uma coisa que Caio Jr. teve o ano todo e não conseguiu: achou o padrão de jogo pro vitória. Agora estamos tranquilos, nada mais nos faltará. Rumo a Tókio, Shangai, Marrocos, whatever, no ano que vem.

De todo modo, em algum momento as deficiências da equipe se farão sentir novamente, a animação passará, o Vitória perceberá que, na melhor das hipóteses, nada terá a fazer no brasileirão; na pior, estará brigando pra não cair. Os maus resultados serão frequentes. O papo será “fulaninho de tal é horrível; já deu pra fulaninho de tal, não conseguiu dar padrão de jogo, o time é só chutão, não tem garra nenhuma; e aquela derrota vergonhosa pro Cabrobó de Sergipe logo que ele entrou? Eu aviso desde aquela época que fulaninho de tal é um lixo. O elenco tem deficiência, mas dava pra ele fazer melhor com o que tem. O Atlético de Piritiba tem um elenco parecido com o nosso e está aí, a 6 rodadas sem perder. Não sei como tem gente que defende esse cara. Fora fulaninho de tal.”

Como já está sem perspectivas pro campeonato, é possível que a diretoria mantenha fulaninho de tal até o fim, mas procure sicrano de não sei que pra montar o time do ano que vem. A base do time será considerada ruim (afinal, um time que briga pra não cair não pode ser base pra primeira divisão) e tentaremos montar nosso elenco todo do zero com um novo treinador e jogadores sem entrosamento, que jogarão um curto campeonato do nordeste e um longo e improdutivo campeonato baiano. No começo, a reclamação será: “6 jogos e até agora o time não tem padrão de jogo, imagina na série A”. No baiano poderá emplacar uma sequência de vitórias, “mas campeonato baiano não é parâmetro pra nada”. Então chegaremos ao brasileiro com o time deficiente, faltando jogadores pra algumas posições titulares e pra quase todas reservas. “Claro, o presidente é culpado, tinha que contratar mais gente. Mas com esses jogadores aí dava pra fazer um trabalho bem melhor.” E a cada derrota, a diretoria pode tomar seu whisky bem tranquila. Pois o único brado que se ouvirá nas rádios ruas e fóruns é: “FORA SICRANO DE NÃO SEI QUE!”

Nada mais justo. Afinal, “ele não tem padrão de jogo”.

Texto encaminhado pelo Rubro-Negro Rafael Davis Portela.

O “Fala Geral” foi criado com o intuito de aproximar e dar chance para muitos torcedores do Esporte Clube Vitória serem blogueiros por um dia. Se você quiser participar da próxima edição, contando alguma situação bem interessante que tenha passado graças ao Leão, deixar sua reclamação para o clube, ou ainda, compartilhar conosco algum comentário que precise de um maior destaque, basta enviar um email para falageral@vitorianaveia.com. Participem!